O que estão falando sobre Cirurgia Plástica

As principais novidades da medicina estética

Dra. Priscilla Lotierzo responde 7 perguntas sobre o Sculptra

14 Apr 2017

  

A Dra. Priscilla Lotierzo, autora de um artigo referência na área médica sobre o Sculptra, tira algumas dúvidas sobre um dos tratamentos mais procurados nos consultórios de cirurgia plástica.

 

1)O que é o Sculptra?

O Sculptra é um preenchimento estimulador de colágeno feito a base de ácido poli-L-láctico e comercializado no Brasil pela indústria farmacêutica Galderma.

O produto existe desde 1999, porém sua técnica de aplicação se modificou muito ao longo dos anos para promover melhores resultados. 

 

2) Qual o diferencial do Sculptra?

Como ele faz com que o organismo da própria paciente passe a produzir o colágeno, é muito difícil o médico praticar excessos, como colocar um volume exagerado em algum ponto específico da face. Outra grande vantagem sobre preenchimentos a base de ácido hialurônico é que, além de restaurar o volume perdido, o Sculptra também melhora a qualidade da pele na região tratada.

É um tratamento que promove uma resposta gradual e que demora dias a meses para aparecer.  Muitas vezes, uma única sessão é insuficiente.  Pode ser usado tanto em pacientes jovens, para melhorar a hidratação e o brilho da pele, como também em pacientes com maior perda de osso e de volume para trazer a juventude de volta ao rosto

 

3) O Sculptra substitui o uso de Toxina Botulínica (botox/Dysport) e o Preenchimento com Ácido Hialurônico?

São tratamentos diferentes e podem agir de forma complementar. Se o problema da paciente for localizado, o Botox e o Preenchimento, em geral, são suficientes e mais indicados.

Uma boa indicação do Sculptra são pacientes que apresentam perda de volume generalizada na face, associada a flacidez, que necessitem restaurar perdas da estrutura óssea e do compartimentos de gordura da face. Também é bem indicado em pacientes que precisam tratar várias regiões da face ao mesmo tempo.

 

4) O Sculptra pode ser feito a partir de qual idade?

Não existe uma regra e, cada paciente deve sempre ser avaliada por médicos especialistas para definir o melhor tratamento estético para ela. 

Sabemos que, a partir dos 30 anos a perda do colágeno da pele começa a ocorrer. Porém muitas vezes, essa perda ainda não se traduz em flacidez do rosto ou rugas profundas.

Em geral, o Sculptra é mais usado para pessoas próximas dos 50 anos, que apresentam algum grau de flacidez, perda óssea e de gordura no rosto.

Pacientes que absorvem muito colágeno, como fumantes e atletas de alta performance e pacientes com grandes perdas de peso também podem se beneficiar deste tratamento desde muito novas.

 

5) O Sculptra substitui o lifting facial?

De vinte anos para cá, com a melhor compreensão do processo de envelhecimento da face, passamos a entender que  a cirurgia de lifting facial (ritidoplastia) com retirada da pele não costuma restaurar a juventude da forma mais desejada e que ela deve ser associada a outras intervenções como a reposição da perda de gordura e do desgaste ósseo da face.  Não envelhecemos apenas na pele, porém, em todas as camadas do rosto.

Com o Sculptra, conseguimos com um mesmo produto restaurar perdas de estruturas mais profundas e melhorar a qualidade da pele. Ele pode e deve ser usado para retardar a indicação da cirurgia, em pacientes que não tenham ainda muita flacidez.

Nos Estados Unidos, o Sculptra é conhecido como Liquid Face Lifting, seria um “lifting facial líquido”, que você faz no consultório.

 

6) O tratamento é feito em quantas sessões?

Quando foi lançado, em 1999, o Sculptra era proposto para ser utilizado em 3 sessões com intervalo de 1 mês entre cada uma.

Desde então, algumas coisas mudaram, e a técnica de apliação foi muito aprimorada, propiciando que hoje tenhamos resultados melhores em cada sessão.

Em pacientes mais jovens, às vezes propomos uma única sessão a cada 2 ou 3 anos, para manter a juventude. Nesses pacientes, a apliação vai melhorar rugas mais finas, a hidratação e o brilho da pele prevenindo o envelhecimento.

Pacientes acima dos 40 anos e com o início da menopausa, já apresentam peles mais flacidez e com diminuição da hidratação e do brilho. Vemos isso, muitas vezes em fumantes e atletas de alta performance. Nesses casos, duas sessões podem ser suficientes.

Acima dos 50 anos, em geral, oriento 2 a 3 sessões e, acima dos 60 anos, 3 a 4 ampolas.

Na prática, o que manda é a sensibilidade do médico, o aspecto do paciente e o resultado desejado.

 

7) O Sculptra também pode ser usado no corpo?

A pele do corpo também perde colágeno com o amadurecimento e também se beneficia da aplicação do Sculptra. O tratamento corporal tem sido cada vez mais difundido e vemos resultados bem promissores tanto para flacidez de braços, abdômen e glúteos, quanto no rejuvenescimento de mãos e pescoço. 

Podemos lançar mão dessa tecnologia também durante cirurgias de lipoescultura para melhorar a retração da pele de abdômen e tonificar braços e glúteos. 

 

ATENÇÃO: As informações deste artigo têm o objetivo de trazer a público, novidades da medicina. Como recomenda a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, SBCP, escolha o cirurgião plástico de sua confiança para esclarecer suas dúvidas e fazer uma avaliação personalizada do seu caso.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Destaques

Minha experiência com o Laser CO2 Fracionado Light

September 6, 2019

1/10
Please reload

Please reload

Siga-me
  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - cinza Círculo
Please reload

CRM/SP 100766

Cirurgiã plástica, graduada

pela USP, com residência em Cirurgia Plástica e Cosmiatria

 no Hospital das Clínicas da FMUSP

HOSPITAL 9 DE JULHO

Rua Peixoto Gomide, 263 

São Paulo - SP

Tel: (11) 3147-9430

 agendamento@h9j.com.br 

PARAÍSO

Rua Maria Figueiredo, 595, conj 63 

São Paulo, SP 04002-003

Tel:(11) 3050-6300

recepcao@ellasaude.com.br

HIGIENÓPOLIS

Rua Mato Grosso, 306, conj. 1602 

São Paulo, SP 01239-040

Tel:(11) 2114-6080

plotierzo@gmail.com 

© 2017 AC Assessoria de Comunicação

Priscilla Lotierzo é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Doctoralia