O que estão falando sobre Cirurgia Plástica

As principais novidades da medicina estética

Resolva de vez as suas dúvidas sobre Botox e Preenchimento

18 Dec 2017

Muitas vezes, recebo no consultório muitos pacientes com dúvidas, restrições e preconceitos quanto ao uso de Botox e substâncias preenchedoras. Vejo muitas pessoas que ainda tem medo de ficar com o rosto transformado, exagerado ou paralisado demais e nao acreditam nas possibilidades de ter resultados bonitos equilibrados e naturais com tratamentos estéticos e de cirurgia plástica. 

 

A jornalista Vera Jardim me fez perguntas que talvez ajude você também a esclarecer mais detalhes sobre estes tratamentos cada vez mais difundidos.

Leia a matéria da Vera na íntegra nesse link.

 

Entre em contato e envie a sua dúvida também. Terei prazer em respondê-la!

 

 

Precauções na escolha de um bom profissional para melhores resultados: sempre procure um médico especialista de sua confiança credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

 

Sempre li muito a respeito do uso de Botox e de preenchimentos, como jornalista, entrevistei vários médicos, mas não me sentia totalmente segura. Queria melhorar o aspecto do meu rosto, rejuvenescer, mas tinha receio de não ficar com o rosto natural.

 

Depois de uma longa procura, conheci a cirurgiã-plástica Priscilla Lotierzo. Foi a minha amiga, a também jornalista Adriana de Castro , quem me apresentou a  Dra.Priscilla. Aliás, foi o resultado dos tratamentos no rosto da própria Adriana que me chamaram a atenção. Quando ela me deu as referências da médica e os tratamentos que estava fazendo, me animei na hora para passar por alguns procedimentos estéticos para melhorar a flacidez e as ruguinhas em meu rosto.

 

Outro ponto fundamental na minha escolha foi saber que a médica era cirurgiã plástica, afinal ela iria fazer aplicações no meu rosto, uma área repleta de vasinhos...

 

Mas ainda queria mais para realmente me decidir. Por isso, fiz uma longa entrevista com a Dra. Priscilla Lotierzo, em seu consultório, em São Paulo.  As explicações desta excelente profissional, que pode ser conferida a seguir, possivelmente farão com que você encontre as respostas que procura sobre métodos que estão revolucionando a medicina estética.

 

1 - Dra. Priscilla, que tipo de pacientes procuram esses tratamentos estéticos em seu consultório?

 

- Em geral, pacientes que gostam de se cuidar, querem ficar mais jovens ou melhorar alguma característica específica do rosto que não os agrada, muitos querem parecer estar "bem" ou "jovens" pra idade. Muitos querem melhorar porém ainda não estão preparados para fazer uma cirurgia, por medo ou por não terem tempo disponível para a recuperação.

 

2- O resultado com procedimentos como preenchimentos é o mesmo que se consegue com uma cirurgia?

 

- De uns 15 anos para cá, a medicina estética evoluiu bastante. Depende de cada caso. Às vezes, o resultado pode até ser melhor do que o cirúrgico. Isso depende principalmente, do quanto o paciente está envelhecido e do grau de flacidez da pele.

 

3 - Como você avalia essa evolução da medicina estética?

 

- Gosto de dizer que presenciamos uma revolução da medicina estética. Ela começou no Brasil no início dos anos 2000. Chamo de revolução da medicina estética o surgimento de três tecnologias: toxina botulínica (por exemplo, Botox), preenchimentos de ácido hialurônico e o tratamentos estimuladores de colágeno (principalmente, laser de Co2 fracionado, ultrassom microfocado e Sculptra).  Antes desses tratamentos, que dão comprovadamente resultados e mudam o rosto dos pacientes em pouco tempo, tínhamos muito pouco para oferecer, além de cirurgias.

 

A medicina estética se baseava principalmente em peelings e tratamentos com cremes de uso domiciliar. Hoje, os médicos especialistas dominam tão bem as novas tecnologias, que conseguimos prevenir o envelhecimento e tratá-lo, muitas vezes evitando cirurgias. Além disso, a associação do Botox, preenchimento e laser, pode melhorar ainda mais os resultados cirúrgicos, deixando-os ainda mais naturais.

É bom lembrar que os pacientes de 60-70 anos de hoje não são os mesmo de 20 anos atrás. São indivíduos mais ativos, jovens de coração, de mente e de espírito. Muitos trabalham e não querem se aposentar tão cedo. Estamos sempre aumentando nossa qualidade de vida e longevidade.

 

 

4- Explique os procedimentos que você indicaria para o meu caso e os efeitos das substâncias a serem usadas.

 

- Eu indicaria uma cirurgia para o seu caso, pelo grau de flacidez e envelhecimento da pele do rosto. Mas, como você precisa de um tratamento com resultado rápido e sem tempo de afastamento do trabalho, podemos fazer alguns tratamentos em consultório para melhorar.

 

Na nossa primeira consulta, vou fazer uma avaliação clínica e o mapeamento dos principais sinais de envelhecimento da face. Podemos começar com uma aplicação de toxina botulinica (botox) para as rugas da testa e da região dos olhos.

 

Para as outras áreas do rosto, indico preenchimento seguindo técnica de MD Codes para aumentar reposicionar a gordura perdida das bochechas, atenuar o bigode chinês e melhorar o contorno da mandíbula, diminuindo a flacidez de pele. No seu caso específico, posso preencher o queixo. Ele irá expandir e melhorar a harmonia do rosto. Também vamos tratar o contorno dos lábios perdido e as rugas “código de barras”.

 

5 - Qual a durabilidade de cada procedimento?

 

- Em geral, os preenchimentos duram acima de um ano. Após esse período, o efeito vai diminuindo aos poucos. Ainda não há muitos estudos que atestem a durabilidade exata.  Tenho muitas pacientes que retornam depois de dois anos para repetir o procedimento. Quando comparamos as fotos delas com as anteriores, quase sempre estão melhores do que antes do tratamento. A toxina botulínica tem durabilidade entre 4 a 6 meses.

 

6 - Quais os cuidados pós procedimentos?

 

- Antes do tratamento, evitar, se possível, usar medicamentos como AAS e antiinflamatórios. No primeiro dia, não pode deitar nas primeiras 3 horas e nem fazer atividade física. Se houver dor, pode usar analgésicos comuns. Se notar algum pequeno hematoma ou inchaço localizado, fazer compressas de gelo. Na dúvida, SEMPRE entrar em contato com seu médico.

 

 7 - Existem contra-indicações?

 

- Mulheres grávidas ou que estejam amamentando; pacientes com doenças auto-imunes; transplantados e em uso de imunossupressores; pacientes com inflamações ativas do rosto ou em uso de anticoagulantes. Também não recomendamos a pacientes com histórico de hipersensibilidade ao ácido hialurônico ou reações prévias durante outros procedimentos de preenchimento.

 

8 - Esses procedimentos não invasivos adiam bastante a necessidade de um lifting?

 

- Ainda não temos a resposta exata na ciência. Os tratamentos de consultório estão se tornando cada vez mais previsíveis e duradouros, porém ainda não substituem completamente uma cirurgia. Eu espero que muitas pacientes que começam seus tratamentos hoje aos 30/40 anos, nunca precisem de cirurgia e se mantenham sempre jovens e naturais - esse é o objetivo maior. 

 

Contudo, quando as pacientes decidem se cuidar mais tardiamente, e já têm a pele manchada com flacidez e rugas marcadas, ainda assim podemos oferecer alternativas aos tratamentos cirúrgicos. Porém a resposta será mais lenta, o tratamento mais complexo e envolverá um maior número de sessões de preenchimento, terapias estimuladoras do colágeno e lasers.

 

Vemos muitos pacientes que chegam numa primeira consulta já com um envelhecimento facial acentuado e, quando começamos a tratar a flacidez de pele com preenchimentos, toxinas e lasers, nos programamos para múltiplas sessões de tratamento ao longo de um período de 1 a dois anos. Ao final, desse período, geralmente eles estão muito rejuvenescidos. 

 

Posso afirmar claramente que estamos vivendo uma época maravilhosa e dominando, cada vez melhor, as técnicas para propiciar resultados duradouros e naturais evitando a necessidade de cirurgia".

 

9 - Explique melhor essa diferença de resultados que vemos em pacientes que começam a tratar mais cedo (prevenção) e pacientes que deixam isso para fazer mais tardiamente?

 

- Pacientes que optam por fazer a cirurgia mais precocemente, na faixa dos 40 anos, em geral, têm pele de melhor qualidade, maior firmeza e com maior quantidade de colágeno. Eles demandam procedimentos menos complexos e de resultados mais duradouros que pacientes mais envelhecidos que nunca fizeram nada.

 

Da mesma forma, no consultório, um paciente de 40 anos vai necessitar menor quantidade de preenchimento (menor volume, menos pontos de aplicação) que um paciente com maior grau de envelhecimento, que fuma e que gosta de tomar sol."

 

 

10 - A prevenção auxilia na durabilidade dos tratamentos?

 

- A prevenção é a chave de resultados melhores e mais duradouros. Se você fizer botox, preenchimento e laser uma vez por ano, vai manter sua pele sempre propensa a produzir colágeno e as rugas sempre terão um tempo para serem restauradas por si só (ou para parar de se formar).

 

11- Qual o grau de satisfação do paciente que se submete a esses procedimentos? A autoestima cresce?

 

- O grau de satisfação tem sido imenso. Vejo, quase imediatamente após a sessão, a volta do brilho no olhar... a melhora da auto estima e da confiança é quase imediata. A frase que mais ouvimos é: "por que não fiz isso antes? Após a primeira sessão, logo no primeiro retorno, recebemos um paciente muito mais confiante consigo mesmo."

 

12 - Doutora, fale da importância de procurar um profissional qualificado como fator de extrema importância para a segurança e qualidade dos procedimentos...

 

- Apesar de não ser uma cirurgia, esses tratamentos envolvem injeções de substâncias no corpo das pessoas, em áreas vascularizadas e podem ter complicações. Por isso a importância de procurar médicos especialistas experientes e conhecedores de anatomia com treinamento específico para cada tratamento.

 

Os pontos de injeção e a realização adequada da análise facial envolvem aprendizado complexo de anatomia da face.

 

ATENÇÃO: As informações deste artigo têm o objetivo de trazer a público questões médicas. Como recomenda a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP, escolha o cirurgião plástico de sua confiança para esclarecer suas dúvidas e fazer uma avaliação personalizada do seu caso.
 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Destaques

Minha experiência com o Laser CO2 Fracionado Light

September 6, 2019

1/10
Please reload

Please reload

Siga-me
  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - cinza Círculo
Please reload

CRM/SP 100766

Cirurgiã plástica, graduada

pela USP, com residência em Cirurgia Plástica e Cosmiatria

 no Hospital das Clínicas da FMUSP

HOSPITAL 9 DE JULHO

Rua Peixoto Gomide, 263 

São Paulo - SP

Tel: (11) 3147-9430

 agendamento@h9j.com.br 

PARAÍSO

Rua Maria Figueiredo, 595, conj 63 

São Paulo, SP 04002-003

Tel:(11) 3050-6300

recepcao@ellasaude.com.br

HIGIENÓPOLIS

Rua Mato Grosso, 306, conj. 1602 

São Paulo, SP 01239-040

Tel:(11) 2114-6080

plotierzo@gmail.com 

© 2017 AC Assessoria de Comunicação

Priscilla Lotierzo é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Doctoralia